estudo retrospectivo de rog sem selamento fibromucoso primário com membranas densas de politetrafluoretileno (d-ptfe) - relato de 70 casos consecutivos

retrospective study of rog without primary fibromucous sealing with dense polytetrafluoroethylene (d-ptfe) membranes - report of 70 consecutive cases

Sérgio J. Jayme
Ricardo Elias Jugdar
Leonardo de Franco
Pedro Paulo Cardoso Pita
Jamil Awad Shibli

Marco A. A. Vasco

INSTAGRAMFACEBOOK

Resumo

A utilizaçao de membranas em procedimentos de ROG é um procedimento comum e representa um recurso oportuno para promover adequado volume ósseo. Contudo, na maioria das vezes, elas são limitadas quanto à exposição ao meio bucal. Para casos em que exista a necessidade de exposição, as membranas densas de politetrafluoretileno d-PTFE (Lumina-PTFE) com exposição ao meio bucal, e apresenta um caso clínico como exemplo do protocolo cirúgico utilizado. As membranas foram utilizadas na maxila (n=22/3%), mandíbula (n=15/21%) e ambas as arcadas (n=33/47%), sendo empregados os biomateriais Bio-Oss (n=25/35%), Osteogen (n=14/20%), Lumina – Bone (n=8/11%) ou nenhum biomaterial (n=23/33%). Extrações dentárias representam a maioria dos casos (n=57/81%), e todos pacientes que receberam implantes imediatos  (=31/44%) também receberam simultaneamente algum biomaterial. Nenhum dos casos apresentou complicações cirúrgicas ou foi necessário procedimento adicional para ganho de volume ósseo. Uma discussão sobre as características, vantagens e desvantagens das membranas d-PTFE em relação a outras membranas para ROG também é apresentada.

Share This